Posts

Como começar uma criação de cabras

Montamos aqui um passo-a-passo para se começar uma criação de cabras.

1.     Legislação e Regulamentações Para Começar uma Criação de Cabras

Ao começar uma criação de cabras, é importante consultar a legislação do Ministério da Agricultura em vigor e as normas básicas do Programa Nacional de Saúde Animal.

2.     Tamanho do Capril

Pela sua característica sociável, é aconselhável começar uma criação de cabras com pelo menos duas cabras. Assim se diminui a probabilidade das cabras tentarem escapar ou se tornarem arredias.

3.     Escolhendo os Animais

Como as fêmeas precisam emprenhar para produzir leite, ao começar uma criação de cabras é recomendável também a aquisição de um reprodutor para cobri-las.

Entretanto, alguns cuidados devem ser tomados no manejo dos reprodutores como:

  • Providenciar um criadouro separado com uma distância de pelo menos 50 metros do local onde for feita a ordenha das cabras
  • Cuidar para que o reprodutor não tenha laços de parentesco com as fêmeas, para evitar a endogamia (mais conhecida como consanguinidade).

4.     Idade das Cabras

Cabras mais novas (no mínimo oito semanas, pois precisam estar desmamadas e vacinadas) apegam-se mais aos humanos, porém podem levar de um a dois anos para começar a produzir leite. Caso opte por começar uma criação de cabras com animais com idade entre 6 meses e 1 ano, esse tempo é reduzido e inclusive possibilita a opção de comprar cabras já cruzadas para agilizar ainda mais a produção de leite.

5.     Escolha da Raça

Antes de começar uma criação de cabras, vale uma consulta cuidadosa a respeito das características de cada raça antes da escolha. Consulte o artigo “Quais as raças de caprinos de leite?” para conhecer um pouco melhor as raças.

6.     Prepare o Criadouro

Cabras são ótimas em passar por pequenas fendas e em escalar cercados. Visando evitar fugas, para começar uma criação de cabras, faça um cercado da melhor qualidade possível, com material resistente, pesado e evitando materiais que sirvam de “escada”.

7.     Abrigo

As cabras precisam de abrigo contra frio e chuva. Considere o clima de sua região para construir um curral que ofereça um abrigo adequado para evitar que os animais adoeçam.

8.     Prepare o terreno

Antes de começar uma criação de cabras, é preciso eliminar do terreno onde o rebanho irá ficar qualquer planta venenosa ou de cheiro forte, que podem ser tóxicas para os caprinos.

9.     Suprimentos Necessários

Para começar uma criação de cabras, é recomendável consultar um criador experiente ou um veterinário para obter orientações a respeito das necessidades nutricionais do rebanho.

A preparação de áreas de capineiras, plantio de silagem ou outra fonte de volumoso é importantíssima e precisa ser pensada com antecedência, antes da chegada dos animais.

10. Chifres

A remoção dos chifres deve ser feita nos cabritos ainda jovens. Caso contrário, quando se tornarem adultos, os chifres podem acabar ferindo outros animais ou até mesmo pessoas.

11. Importante consultar um veterinário ou profissional especializado para realizar este procedimento. Ordenha

As cabras precisam ser ordenhadas diariamente. Dependendo da produção, podem ser ordenhadas duas vezes ao dia. A ordenha pode ser feita manualmente ou com ordenhadeira mecânica.

Em ambos os casos, a higiene é fundamental e o responsável por este processo deve obter um treinamento que o torne capacitado a desempenhar esta etapa, que é uma das mais importantes no processo de produção do leite.

Consulte maiores informações a respeito de como começar uma criação de cabras nos links abaixo:

EMBRAPA

Ministério da Agricultura

Revista Globo Rural

Centro Técnico de Cooperação Agrícola e Rural (em inglês)

Como montar um mini laticínio de leite de cabra

Neste artigo abordaremos os principais aspectos relacionados à como montar um mini laticínio de leite de cabra.

Estrutura Necessária

Para se montar um mini laticínio, a estrutura deve contar com uma área suficiente para comportar escritório, galpão de produção para a instalação de máquinas, equipamentos, produtos acabados e almoxarifado. Esse tipo de empreendimento agroindustrial exige aprovação do DIPOA (Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal) no que se refere a itens como:

  • Piso
  • Pé direito
  • Paredes
  • Janelas
  • Cobertura
  • Eletricidade
  • Água
  • Vestiário e banheiro sanitário

Equipamentos para montar um mini laticínio

Os equipamentos básicos necessários para se montar um mini laticínio são:

  • Tanque de recepção
  • Resfriador rápido à placas
  • Tanque de estocagem isotérmico
  • Pasteurizador rápido
  • Tanque pulmão (para receber o produto pasteurizado)
  • Embaladeira automática
  • Bomba sanitária de transferência
  • Tubulação e conexões sanitárias para a interligação dos equipamentos
  • Sistemas de produção de água gelada (para o resfriamento)
  • Câmara frigorífica para o armazenamento.

Pessoal Necessário

Considerando as atividades envolvidas para se montar um mini laticínio, os trabalhos podem ser iniciados com três pessoas no processo produtivo e uma na administração e vendas.

Capril

As raças de caprinos de leite mais comuns e mais conhecidas atualmente no Brasil são:

  • Saanen
  • Toggenburg
  • Parda Alpina
  • Anglo-Nubiana

Para conhecer mais a respeito das raças mencionadas acima, consulte este artigo: Quais as raças de caprinos de leite?

Comercialização

Montar um mini laticínio oferece a oportunidade de comercializar o leite de cabra pasteurizado, já que em algumas localidades os produtos sem pasteurização são considerados clandestinos.

A pasteurização consiste, basicamente, no aquecimento do leite a uma elevada temperatura, por determinado tempo, e depois resfriado a uma temperatura inferior a de antes, de forma a eliminar os micro-organismos patogênicos ali presentes.

A montagem de um mini laticínio também possibilita a comercialização do leite transformado em derivados, como iogurtes e queijos. Produtos que além de terem ótimo mercado, tem maior valor agregado para o produtor.

Envase

Antes de montar um mini laticínio, uma pesquisa no mercado de atuação pode auxiliar na escolha da embalagem utilizada no envase, que podem ser saquinhos, longa vida cartonados ou longa vida em frascos de vidro.

Saiba mais a respeito de como montar um mini laticínio em:

DIPOA

EMBRAPA

Novo Negócio

Quais as raças de caprinos de leite?

Apresentaremos abaixo as raças de caprinos de leite mais comuns e mais conhecidas no Brasil, suas origens e suas produções médias.

Raças de caprinos de leite

  • Saanen: Originária da Suíça, do Vale de Saanen, é uma raça de caprino de leite muito explorada devido a sua alta produção leiteira. Produz em média de 2,5 kg a 4,9 kg de leite, para um período de lactação de 260 a 305 dias. Vive bem em regime de confinamento, exigindo alguns cuidados e boa alimentação.
  • Toggenburg: Também originária da Suíça, do vale do Toggenburg, surgiu do cruzamento da cabra fulva de Saint-Gall com a raça Saanen. Tem grande aptidão produtiva, atingindo a média diária de 2kg a 4kg de leite, com um período de lactação que dura entre 255 a 290 dias.
  • Parda Alpina: Proveniente dos Alpes europeus, é uma raça de caprino de leite que se adaptou muito bem ao Brasil, permitindo uma boa produção leiteira. Produzem em média de 2,0 kg a 4,0 kg de leite por dia e um período de lactação com duração entre 240 a 280 dias.
  • Anglo-nubiana: De origem inglesa, surgiu do cruzamento da raça Nubiana com cabras comuns da Inglaterra. É uma raça extremamente rústica, se adaptou bem ao ambiente tropical, mesmo para criação em pasto. A produção média de leite e o período de lactação são menores que a média de outras raças leiteiras. Produz em média 2 kg de leite por dia e um período de lactação entre 180 e 240 dias Os cabritos são grandes, robustos, precoces, produzem mais carne e de qualidade muito boa, por esta razão é considerada uma raça de dupla aptidão.

Além das raças mencionadas acima, ainda podemos citar as raças de caprino de leite Murciana, Maltese e Mambriana, que possuem menor representatividade aqui no Brasil.

Quanto às cabras de raças nacionais, não existe nenhuma raça de caprino de leite e nenhuma se recomenda para a produção leiteira pela baixa produção e período de lactação pequeno.

Saiba mais a respeito das raças de caprinos de leite:

EMBRAPA

Característica da raça Saanen

ACCOMIG