Quais as raças de caprinos de leite?

Apresentaremos abaixo as raças de caprinos de leite mais comuns e mais conhecidas no Brasil, suas origens e suas produções médias.

Raças de caprinos de leite

  • Saanen: Originária da Suíça, do Vale de Saanen, é uma raça de caprino de leite muito explorada devido a sua alta produção leiteira. Produz em média de 2,5 kg a 4,9 kg de leite, para um período de lactação de 260 a 305 dias. Vive bem em regime de confinamento, exigindo alguns cuidados e boa alimentação.
  • Toggenburg: Também originária da Suíça, do vale do Toggenburg, surgiu do cruzamento da cabra fulva de Saint-Gall com a raça Saanen. Tem grande aptidão produtiva, atingindo a média diária de 2kg a 4kg de leite, com um período de lactação que dura entre 255 a 290 dias.
  • Parda Alpina: Proveniente dos Alpes europeus, é uma raça de caprino de leite que se adaptou muito bem ao Brasil, permitindo uma boa produção leiteira. Produzem em média de 2,0 kg a 4,0 kg de leite por dia e um período de lactação com duração entre 240 a 280 dias.
  • Anglo-nubiana: De origem inglesa, surgiu do cruzamento da raça Nubiana com cabras comuns da Inglaterra. É uma raça extremamente rústica, se adaptou bem ao ambiente tropical, mesmo para criação em pasto. A produção média de leite e o período de lactação são menores que a média de outras raças leiteiras. Produz em média 2 kg de leite por dia e um período de lactação entre 180 e 240 dias Os cabritos são grandes, robustos, precoces, produzem mais carne e de qualidade muito boa, por esta razão é considerada uma raça de dupla aptidão.

Além das raças mencionadas acima, ainda podemos citar as raças de caprino de leite Murciana, Maltese e Mambriana, que possuem menor representatividade aqui no Brasil.

Quanto às cabras de raças nacionais, não existe nenhuma raça de caprino de leite e nenhuma se recomenda para a produção leiteira pela baixa produção e período de lactação pequeno.

Saiba mais a respeito das raças de caprinos de leite:

EMBRAPA

Característica da raça Saanen

ACCOMIG